Jair Pires

Jair Pires

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
a
Jair Pires
Informação geral
Nome completo Jair Pires da Silva
Nascimento 16 de dezembro de 1937
Local de nascimento São Gabriel da Palha,  Espírito Santo
 Brasil
Morte 12 de março de 2008 (70 anos)
Local de morte Rio de Janeiro,  Rio de Janeiro
Gênero(s) Música cristã contemporânea
Instrumento(s) Violão
Extensão vocal Barítono
Período em atividade 1956-2008
Afiliação(ões) Edison e Telma, Shirley Carvalhaes

Jair Pires (São Gabriel da Palha, 16 de dezembro de 1937 — Rio de Janeiro, 12 de março de 2008) foi um cantor e compositor brasileiro, intérprete de música cristã contemporânea.[1]

Iniciou sua carreira em 1956, escrevendo músicas, e formando a dupla Jair e Hozana, tendo notoriedade nacional com o disco Alma Cansada, o qual, com a faixa-título, escrita por Jair, tornou-se um dos clássicos da música cristã no Brasil. Este disco foi considerado, por vários historiadores, músicos e jornalistas, como o 19º maior álbum da música cristã brasileira, em uma publicação de 2015.[2][3]

Após alguns anos, a dupla se separou, e Jair formou uma dupla com seu irmão, chamada Os Galileus. Depois disso, iniciou carreira solo, gravando discos até sua morte.[1]

Várias de suas músicas foram regravadas por bandas e músicos, como Banda e Voz, Mara Lima e Robinson Monteiro. É autor da canção “Bate Coração”, uma das faixas mais notórias da carreira de Shirley Carvalhaes.[4]

Em 2007, o cantor teve um acidente vascular cerebral e sofreu um acidente automobilístico. Em 2008 faleceu, enquanto se recuperava do referido AVC.

Discografia

Com Hozana Pires
Ver artigo principal: Jair e Hozana
Solo
  • 1975: Vem Comigo
  • 1978: Plantando Amor
  • 1979: Sangue Protetor
  • 1985: O Homem Rico
  • 1988: Eu Sei
  • 1990: As Mais Belas Canções
  • 1991: 30 Anos Depois
  • 1991: Consertando o Altar
  • 1991: O Homem Rico Ficou Mais Rico
  • 1992: Perdoando
  • 1992: Ungido de Deus
  • 1993: Foi Jesus
  • 1994: Quem São Aqueles
  • 1994: Canta Meu Povo
  • 1994: O Dia do Triunfo
  • 1995: Bate Coração
  • 1995: Adeus Mocidade
  • 1995: Jesus Nazareno
  • 1996: Silêncio
  • 1997: Tô Na Benção
  • 1997: Igreja Viva
  • 1998: Alma Cansada
  • 1998: Canto da Vida
  • 1999: Os Mais Belos Hinos da Harpa”
  • 2000: Testemunho
  • 2002: Onde Está Você?
  • 2003: Mar de Rosas

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *